©‎2019 GRUPO GESTUS | Co-desenvolvido com Índio Medeiros

Voltar

30/11/2014

Grupo Gestus participa da programação da VI Jornada de Dança da Bahia

1/1

LOCAL

Salvador - Ba

SOBRE O EVENTO

A 6ª Jornada de Dança da Bahia, que acontece entre 30 de novembro e 07 de dezembro, traz para Salvador 13 espetáculos de artistas dos Estados Unidos, França, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Goiânia e Bahia. Com o foco em educação e dança, o encontro também realizará cinco oficinas, workshops e receberá também o 2º Fórum de Educadores de Dança, que reunirá professores da Bahia e do Brasil.

Criada em 2005, com o objetivo de promover o intercâmbio artístico e favorecer a reflexão sobre o ensino da dança contemporânea, a Jornada busca estabelecer conexões entre artistas, professores e alunos, por meio de aprimoramento técnico, incentivo à criação, observações e opiniões em torno de propostas com metodologias diversas.O evento é inspirado em Isadora Duncan e sua filosofia de dança. Considerada pioneira da dança moderna, Duncan criou um fenômeno cultural que não somente alterou o caráter do balé tradicional, mas também devolveu à dança, a atenção e prestígio no rol das artes, transformando-a em uma possibilidade de reflexo artístico do nosso tempo.

 

Na Bahia, a Escola Contemporânea de Dança e a Escola da Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb), que comemora 30 anos em espetáculo dentro da Jornada, desenvolvem o estilo de Isadora Duncan.A principal atração do evento é a americana Lori Belilove, considerada a mais autêntica intérprete do estilo de Isadora Duncan no mundo. A artista, que já foi fotografada para a documentação da técnica e repertório Duncan no Lincoln Center Library for the Performing Arts, se apresentará no sábado (6), como convidada do grupo Contemporânea Ensemble no espetáculo 'Para sempre Isadora'. A artista também ministrará um Workshop na Técnica de Isadora Duncan, uma Oficina de Dança para Crianças e uma Oficina de Dança para Jovens, no Espaço Xisto Bahia.

 

Conheça os espetáculos


A abertura do evento acontece no domingo (30), no TCA, com os espetáculos 'Sob Rasura' do Balé do Teatro Castro Alves (BTCA), que aproveita como mote a reforma do próprio teatro, e 'Arte que te tura', apresentado pela Escola Contemporânea de Dança e dirigido por Fatima Suarez, inspirado no poema homônimo de Paulo Leminski para criar uma obra transversal com a arquitetura.

Na segunda (1), a noite será aberta pelo grupo goiano Giro 8. Logo após, crianças, adolescentes e jovens apresentam seus trabalhos, autorais ou coletivos, dentro do projeto O INvente Experimente. A iniciativa acontece pela segunda vez e visa estimular a criação coreográfica. Elis Regina e Frida Kahlo são as fontes de inspiração para os espetáculos que serão apresentados na terça (02/12). 'FRIDA-ME', interpretado por Márcio Cunha e Ana Paula Bouzas, tem como referência para a sua criação as obras da artista mexicana Frida Kahlo, falecida há 60 anos. 'Louca (revisitada)', Gilsamara Moura, funciona como um livro de memórias com impressões de algumas passagens da carreira de Elis Regina, trazidas por músicas, que tornam o espetáculo envolvente e repleto de boas recordações.

 

O músico Walter Smetak e coreógrafo Mestre King se encontram em sessão gratuita na quarta (3), com os espetáculos 'Tak' do Balé Jovem de Salvador e 'Raimundos' de Bruno de Jesus. Na sexta (5), a Jornada presta homenagem ao coreógrafo e professor Augusto Omolú, com o espetáculo 'Um Olhar em Chamas', da Cia IN-CONTRO. Na mesma sessão, a francesa Compagnie Ladainha apresenta 'RBB&QdP', poesia corporal interpretada por Armando Pekeno e Michelle Brown.No último dia da Jornada, domingo (7), a Escola de Dança da Funceb realiza espetáculo em comemoração aos seus 30 anos. Além disso, os professores de dança apresentam a Mostra Didática 'O Lugar do Sensível', como resultado das oficinas de Armando Pekeno, Michelle Brown, Lori Belilove e Tíndaro Silvano, dentro do Fórum de Educadores de Dança.