©‎2019 GRUPO GESTUS | Co-desenvolvido com Índio Medeiros

1/1

SEVERINA HAVAIANA PARAIBANA OU A  SAGA DO  AMOR  DESMEDIDO  DE PEDREIRO  BAIANO  NA CIDADE  GRANDE

SOBRE A OBRA

Severina havaiana paraibana ou a saga do amor desmedido do pedreiro baiano na cidade grande é um espetáculo performático de ‘dança de cordel’.

 

Seu tema é o amor de dois trabalhadores brasileiros: uma lavadeira e um pedreiro que passam o dia ao lado de seu radinho de pilha, entoando lamentos e contando suas histórias.

 

A idéia da coreografia é aproveitar elementos da literatura de cordel, trazendo para a dança conceitos de cultura popular, como a sonoridade da música popular dos anos 70.

 

O núcleo de bailarinos, formado por Aline Cintra e Tadeu Queiroz, utiliza elementos de dança-teatro, em que se destaca a improvisação.

 

Nesta montagem, as técnicas contemporâneas propostas por Cunnigham e Laban convivem com alguns elementos da dança popular.

 

O roteiro e o texto da peça partem de um estudo a respeito de autores contemporâneos de literatura de cordel e de teóricos como Câmara Cascudo.

ANO DE CRIAÇÃO

2004

FICHA TÉCNICA

Direção:  Gilsamara Moura

Direção Artística:  Kranya Díaz-Serrano

Concepção: Aline Viveiro e Tadeu Queiroz

Técnico de Som  e Luz:  Marco dos Anjos

 

ELENCO

Aline Viveiro

Tadeu Queiroz